RGPD

Sr. Empresário, imagine que foi reunir-se com seu cliente para um potencial negócio de 250.000 euros e que levou o seu computador. Chegou mais cedo e quando se apercebeu tinha deixado o computador no café. E agora? Basta comprar um computador novo? Não!

Sabe o que diz a Lei da proteção de dados pessoais? Com certeza que ouviu que a 24/05/2016 entrou em vigor o Regulamento Geral sobre Proteção de Dados Pessoais e à livre circulação desses dados no setor público e privado, que inclui a subcontratação e aplica-se a toda a UE no que concerne a oferta de bens ou serviços.

Voltemos ao exemplo do computador que tem os dados pessoais dos colaboradores que agora se perderam e é o Sr. Empresário responsável pela perda desses dados porque não os tratou com a segurança que mereciam.

A perda desses dados ou o acesso não autorizado aos dados, de modo acidental ou ilícito significa uma violação da segurança que pode ser punido por elevadas coimas que podem ascender a 4% da faturação anual global ou a € 20.000.000,00.

Então, como proteger os dados dos seus colaboradores na sua empresa? Nos seus equipamentos? Ou os dados que estão na empresa de contabilidade? Ou na Medicina do Trabalho? Ou nalguma outra empresa que também tenha esses dados. O que fazer?

Sabe ainda que o seu endereço IP pode ser armazenado por visitar um site? Sabe que as imagens gravadas em locais públicos para efeitos de identificação de autores de crimes e documentar infrações está excluído de ilicitude?

Fale com o Seu Departamento de qualidade que diariamente verifica a legislação e tome as medidas necessárias ou se pretender mais informações envie-nos um email explicando a sua situação e teremos todo o gosto em enviar-lhe uma resposta adaptada e de acordo com seu relato.